Flávio Bolsonaro chama Renan Calheiros de vagabundo e manda senador "se fu..." em sessão da CPI da Pandemia

 A briga ocorreu após o filho do presidente da República reclamar da condução do depoimento de Fábio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação do Governo Federal, na Comissão.




O senador Flávio Bolsonaro chamou o senador Renan Calheiros de vagabundo na sessão da CPI da Pandemia, no Congresso, e mandou o parlamentar "se fu...". A briga ocorreu após o filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, reclamar da condução do depoimento de Fábio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação do Governo Federal, na Comissão. Flávio disse que um homem inocente estava sendo acusado de mentir e que a CPI estava servindo de palanque para Renan Calheiros.

"Imagina a situação: um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como Renan Calheiros. Olha a desmoralização. Estão perdendo a visão do todo", disse Flávio Bolsonaro.

O relator da CPI, Renan Calheiros, rebateu acusando Flávio de roubo. "Aceito como um elogio, vindo de você que roubou dinheiro do pessoal", declarou, em suposta referência às denúncias de rachadinha, investigadas sobre Flávio Bolsonaro.

Flávio, então, respondeu. "Quer aparecer, rapaz? Quer aparecer? Vai se fu..."

O episódio gerou revolta entre alguns senadores. "A gente teve uma flagrante quebra de decoro, presidente", questionou Randolfe Rodrigues. O presidente da CPI, Omar Asiz, rebateu: "houve uma série de quebra de decoro aqui, Randolfe."

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.