Luciano Cartaxo aponta interesses pessoais para saída de Daniella Bandeira da gestão e diz que não conversou com ex-secretária

"A gente passa um bom tempo defendendo do que acredita e de uma hora para outra a gente muda de opinião", disse.



Sobre a saída da gestão da secretária de Planejamento de João Pessoa, Daniella Bandeira, o prefeito Luciano Cartaxo (PV), destacou, em entrevista, que os interesses pessoais não devem se sobrepor aos interesses coletivos. Nesta sexta-feira (04), Bandeira entregou a sua demissão da Prefeitura e desfiliação do Partido Verde. Ela foi uma das ex-pré-candidatas da sigla para a disputa ao cargo de prefeito da Capital. Essa é mais uma baixa na gestão de Cartaxo. Além de Socorro Gadelha e Diego Tavares, outros dois também deixaram os cargos. 
"Cada um que faça seu juízo de valor. Que faça a sua avaliação. Quando há interesse individual prevalece sobre o interesse coletivo. A gente passa um bom tempo defendendo no que acredita e de uma hora para outra a gente muda de opinião. A gente passa a tomar medidas com aquilo que não colabora com o que foi colocado ao longo de anos em defesa de um projeto maior para a cidade de João Pessoa", frisou em entrevista coletiva.
Ainda de acordo com Cartaxo, não houve conversas sobre a demissão, apenas entrega da carta a sua secretária particular. “A secretária pediu exoneração por decisão própria. Não teve nenhuma mudança, nenhuma proposta. Não teve nenhuma proposta. Muito pelo contrário, recebi essa decisão dela por escrito, entregue a nossa secretária, Conceição que trabalha comigo há 8 anos na nossa gestão, uma que não abandona o barco de jeito nenhum, que tem coragem, determinação e confia no que faz. Essa informação chegou lá. Não teve nenhum diálogo nesse sentido”, contou.
O prefeito ainda desmentiu a informação de que teria oferecido a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam) a Bandeira. "Se é candidata pelo PV acredita que esse modelo de gestão. Isso quer dizer que o modelo de gestão ele não é para uma pessoa, não é individual, ele é coletivo para a cidade de João Pessoa. a gente não pode sobrepor interesse particular, interesse individual sobre interesse coletivo. A gestão é feita para a cidade, para as pessoas e é isso que a gente está fazendo na nossa Capital", afirmou. 
Click PB

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.