Mesmo com recomendações contra aglomerações, usuários denunciam que ônibus continuam circulando lotados em João Pessoa

Nas redes sociais, diversos usuários de transporte coletivo reclamam que os ônibus circulam lotados nos horários de pico.



Apesar das recomendações de evitar aglomerações e manter a distância de outras pessoas para evitar a disseminação da covid-19, usuários de transporte coletivo de João Pessoa têm se deparado com ônibus lotados nos horários de pico, que são, principalmente, os horários de chegada e saída do trabalho.
A denúncia feita por internautas conta com uma foto de um ônibus lotado, com diversos passageiros em pé tendo contato uns com os outros pela falta de espaço. De acordo com a internauta que fez o registro, a foto foi tirada em um ônibus da linha Circular 1500.
Atualmente 60% da frota de ônibus de João Pessoa está circulando, o que corresponde a 336 veículos, considerando que a o total da frota é de 560 ônibus. Nos ônibus de João Pessoa, o protocolo era de que poderiam ser transportados todos os passageiros sentados e mais 12 passageiros em pé, mas de acordo com as denúncias, essa regra não estaria sendo respeitada.
Questionado pelo ClickPB sobre a insuficiência de ônibus para atender a população, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP), Isaac Júnior, preferiu não se pronunciar e disse que o assunto deveria ser tratado com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).
A Semob, por sua vez, informou, por meio da assessoria de comunicação, que não há previsão para aumentar a quantidade de ônibus circulando, mas que está sempre realizando ajustes para atender melhor os passageiros. A partir desta segunda-feira (17), por exemplo, uma nova linha vai começar a circular para atender no itinerário Colinas do Sul - Centro, a 123. Além disso, a linha 5600 foi reativada e haverá reforço na circulação das linhas 204, 207, 301 e 302.
A superintendência informou ainda que não tem registros relevantes de reclamações de lotação na Central de Reclamações e Informações (Cerin), ''mas estamos atentos às denúncias feitas na imprensa e em redes sociais, além de manter fiscalização por meio dos agentes de mobilidade e acompanhamento do número de passageiros por meio da base de dados de uso do cartão Passe Legal''.
Click Pb

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.