Polícia Civil instaura inquérito para apurar posts racistas de estudante em SP

Entre as postagens, aluno comparou o DNA de negros a correntes e publicou imagem que fazia referência à morte de George Floyd. Ele pediu desligamento de universidade após repercussão do caso.





A Polícia Civil informou ao G1 nesta terça-feira (7) que instaurou inquérito policial (IP) para apurar o caso do estudante de Direito que compartilhou imagens racistas nas redes sociais.Após as publicações do aluno, jovens e a atlética do curso se revoltaram e fizeram postagens repudiando os 'memes' divulgados pelo rapaz. A universidade de Santos, no litoral paulista, encaminhou o caso ao Ministério Público (MP). Já o jovem afirmou que foi mal interpretado e que não é racista. Quase uma semana após a repercussão do caso, ele se desligou da faculdade.


Segundo o delegado titular da Delegacia Sede de Guarujá, Marco Antônio de Couto Perez, o inquérito está em fase de instrução. Nesta etapa, o delegado está colhendo os depoimentos das partes envolvidas no caso.


De acordo com a autoridade policial, se for comprovado que houve crime de racismo, acarretará em ação penal contra o investigado. "Foi instaurado IP nos termos da Lei 7.716/1989, crime de racismo, mais severamente punido do que a injúria racial, tendo o estudante como suspeito", explica Perez.


Clck PB

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.