Nilvan diz que fará varredura em contas da Prefeitura de João Pessoa na pandemia e critica gestão do Carnaval e obra da Barreira do Cabo Branco

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta quarta-feira (15), Nilvan disse que, a partir de 2 de janeiro de 2021, fará uma devassa nas contas da PMJP, se for eleito prefeito.



O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira, declarou que quer vasculhar os contratos da Prefeitura de João Pessoa e as compras feitas no período inicial da pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta quarta-feira (15), Nilvan disse que, a partir de 2 de janeiro de 2021, fará uma devassa nas contas da PMJP, se for eleito prefeito.
"No dia 2 de janeiro, eu peço uma devassa nas contas da Prefeitura de João Pessoa. Vou tornar públicas todas as falcatruas. Aproveitaram a pandemia para fazer a licitação do lixo, quase R$ 500 milhões. Ganhou a Limpmax, relacionada a Coriolano. Vou cancelar ela no dia 2 de janeiro", enfatizou Nilvan Ferreira.
O pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo MDB se coloca como um nome para o rompimento com as velhas práticas e a velha política. Ele afirma ser o único com coragem para enfrentar a política tradicional. "Eu estou nesse cenário para romper com essa estrutura de corrupção nesse estado."
Ricardo Coutinho
Nilvan também bateu de frente com o ex-governador Ricardo Coutinho, pedindo que ele se candidate para que possa enfrentá-lo nos debates. "Ricardo, se candidate."
Lojas de roupas
Como já tinha dito no programa Frente a Frente, da TV Arapuan, o radialista voltou a falar da fiscalização feita nas lojas de roupas que ele possuia. Questionado por Clilson Júnior no Arapuan Verdade se ele iria se incomodar se o assunto das lojas fosse puxado nos debates, o pré-candidato afirmou que ele mesmo abordará o tema. "Aquilo foi arquitetado nos porões da Central de Polícia Civil, com envolvimento da deputada Estela Bezerra e o rapaz da tornozeleira eletrônica (referência a Ricardo Coutinho). Quiseram manchar minha honra, mas não conseguiram. Há três anos isso aconteceu e eu posso andar tranquilo na cidade. E eles estão com tornozeleira eletrônica."
Escolhas
Nilvan falou da renúncia que fez ao deixar os programas que apresentava no Sistema Correio de Comunicação para ser pré-candidato à Prefeitura de João Pessoa. "Para você desafiar um sistema desses que está aí você precisa fazer escolhas. Eu fiz a escolha em relação ao meu trabalho. Foi preciso eu ter coragem", disse Nilvan sobre o afastamento de sua carreira de radialista e apresentador de TV.
Carnaval Tradição e Folia de Rua
O radialista criticou a forma de gestão do Carnaval Tradição e Folia de Rua. Disse que a PMJP dá mais atenção ao Folia de Rua, "dos ricos", e deixa os integrantes do Carnaval Tradição com "o pires na mão".
MDB
Questionado pelo público sobre seu ingresso no MDB, ao qual alguns ouvintes atribuíram investigações de corrupção, relação com o PT e defesa do Fundão Eleitoral, Nilvan respondeu. "O senador Zé Maranhão (líder do partido na Paraíba, o qual convidou Nilvan a se filiar) pode andar de cabeça erguida nesse estado. Não tem uma condenação de corrupção. Ele pode entrar em qualquer prédio público desse estado."
Barreira do Cabo Branco
Questionado por Gutemberg Cardoso sobre as obras de recuperação da Barreira do Cabo Branco, Nilvan disse que a Prefeitura de João Pessoa atualmente está acabando com a área de banho no final da Praia do Cabo Branco e que não está muito preocupada, pois já está em fim de mandato.
Pré-campanha
Questionado pelo jornalista Luís Torres sobre o prazo de desincompatibilização e de adiamento das Eleições 2020, Nilvan respondeu que isso não o atrapalha por ter saído mais cedo do Sistema Correio e que vai poder, então, ter mais tempo para a pré-campanha e poder dialogar com as pessoas.
Click Pb

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.