Idosa do Sertão que contraiu raiva humana após ser mordida por raposa morre em João Pessoa



Uma mulher de 68 anos que estava internada no Hospital Universitário (HU) Lauro Wanderley, em João Pessoa, após contrair raiva humana, faleceu no fim da tarde dessa segunda-feira (13), após cerca de três meses com a doença.
Ela havia sido mordida na mão por uma raposa, no dia 8 de abril, em Riacho dos Cavalos, no Sertão paraibano. A idosa precisou amputar parte da mão e após dar entrada no Hospital de Catolé do Rocha, foi transferida para o HU de João Pessoa, no dia 10 de junho.
Ela estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave.
Este foi o primeiro caso de raiva humana registrado na Paraíba desde 2015, quando foi registrado um caso em Jacaraú.

Blog Marcone Campos

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.