Sony adia lançamento do PlayStation 5 em apoio a protestos pela morte de George Floyd

"Nós não sentimos que agora seja um momento para celebração e, por agora, nós queremos recuar e permitir que vozes mais importantes sejam ouvidas", declarou a empresa em nota




Sony anunciou que o evento virtual do lançamento do PlayStation 5, marcado para esta quinta-feira (4), foi adiado em solidariedade aos protestos nos Estados Unidos.
"Apesar de saber que gamers por todo o mundo estão animados para ver os jogos de PS5, nós não sentimos que agora seja um momento para celebração e, por agora, nós queremos recuar e permitir que vozes mais importantes sejam ouvidas", declarou a empresa em nota publicada nas redes sociais dedicadas ao videogame.
Apesar de não mencionar diretamente as manifestações americanas no tuíte, o contexto defendido pela gigante de tecnologia japonesa foi exposto na postagem anterior ao anúncio, também na tarde desta segunda-feira (1º), em que a Sony afirmou "denunciar o racismo sistêmico e a violência contra a comunidade negra". 



"Nós continuaremos a trabalhar por um futuro marcado por empatia e inclusão e apoiamos nossos criadores, jogadores, funcionários, familiares e amigos negros", completou o comunicado, encerrado pela hashtag Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), um marco do movimento norte-americano. 
Nesta segunda, os Estados Unidos chegam a sete dias consecutivos de protestos que começaram após a morte de George Floyd, de 46 anos, por policiais em Minnesota. A violência de agentes de segurança contra a população afro-americana, recorrente nos últimos anos, é o principal alvo dos manifestantes.
click pb

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.