Ferj compara Botafogo e Fluminense a "maus alunos" e confirma Flamengo x Bangu para quinta-feira

Clima fica tenso em arbitral, e clubes se reunirão nesta quarta com prefeito do Rio. "Não resta outra alternativa ao clube senão buscar as medidas na justiça desportiva", diz Mário Bittencourt, presidente do Flu.



A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) se reuniu virtualmente com os clubes da Série A do Campeonato Carioca nesta terça-feira. O clima do arbitral chegou a ficar tenso e, em um determinado momento, o presidente da entidade, Rubens Lopes, precisou silenciar o microfone de todos os presentes na videoconferência para reiniciar o debate.O dirigente ainda comparou a situação de Botafogo e Fluminense, contrários ao retorno imediato, com a de um "aluno que não estudou".


Os dois clubes têm esperança em um entendimento durante reunião na prefeitura do Rio de Janeiro nesta quarta, mas, caso as datas sejam mantidas, levarão o caso à Justiça.Em algum momento desta semana, chegamos a acreditar que, em atitude de um saudável exame de consciência, o conselho arbitral da Ferj mudaria a data de nossos jogos, promovendo a entrada dos times em campo somente em julho, quando esperamos semanas epidemiológicas menos graves para o estado do Rio de Janeiro. 


E em especial na capital, onde já há alguns sinais de uma tendência de redução dos casos de contaminação e de óbitos - ainda que haja alertas de que o relaxamento das medidas de isolamento social poderá provocar uma segunda onda de casos de Covid-19. No entanto, ignorando os riscos da pandemia e mesmo o risco de lesões aos atletas por falta de tempo adequado ao treinamento, o Arbitral optou por manter sua posição imprudente, estabelecendo as datas de 22 e 25 de junho para os jogos do Fluminense - declarou o presidente tricolor, Mário Bittencourt. E acrescentou:


Globo Esporte

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.