PF troca superintendentes regionais e cargos de chefia

A Polícia Federal trocou superintendentes regionais da corporação nos estados, além de outros cargos de chefia. A mudança na Superintendência do Rio de Janeiro é uma das que foram oficializadas. 

(Veja mudanças ao final da reportagem)

(Correção: O G1 errou ao afirmar que 26 superintendentes regionais foram trocados. O Diário Oficial da União publicou uma mudança no código do tipo de cargo que eles ocupam, mas só houve trocas de pessoal em seis superintendências regionais.)

Os nomes foram publicados em edição extra do "Diário Oficial da União" (DOU) desta segunda-feira (25), com a assinatura do secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública - órgão ao qual a PF é vinculada -, Tercio Issami Tokano. Não há assinatura do diretor-geral da PF, Rolando de Souza.

As trocas nas superintendências, segundo a PF, foram feitas para que antigos superintendentes regionais assumissem cargos na Polícia Federal ou no próprio Ministério da Justiça.

As mudanças ocorrem três semanas após o delegado Rolando Alexandre de Souza assumir como novo diretor-geral da Polícia Federal. Ele foi nomeado depois da saída do governo do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar interferir politicamente na PF.

Veja quem são os novos superintendentes regionais:
  • Goiás: delegada de Polícia Federal MARCELA RODRIGUES DE SIQUEIRA VICENTE; assume no lugar de Josélio Azevedo, que foi para o Ministério da Justiça.
  • Paraíba: delegado de Polícia Federal GUSTAVO PAULO LEITE DE SOUZA; assume no lugar de André Viana Andrade, que virou Diretor de Logística da PF.
  • Rio de Janeiro: delegado de Polícia Federal TÁCIO MUZZI CARVALHO E CARNEIRO; assume no lugar de Carlos Henrique Oliveira, que virou diretor-executivo da PF.
  • Rio Grande do Norte: delegada de Polícia Federal LARISSA FREITAS CARLOS PERDIGÃO; assume no lugar de Tânia Fogaça, que foi para o Departamento Penitenciário Nacional.
  • Rio Grande do Sul: delegado de Polícia Federal JOSE ANTONIO DORNELLES DE OLIVEIRA; assume no lugar de Alexandre Isbarrola, que virou diretor de Inteligência Policial da PF.
  • Tocantins: delegado de Polícia Federal MARCÍLIO MANFRÉ AFONSO; assume no lugar de Cecília Franco, que virou diretora de Gestão de Pessoal da PF.
G1

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.