Polícia Civil prende homem suspeito de integrar grupo que faria compra fraudulenta com prejuízo de R$ 30 mil à Projecta

A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de integrar um grupo que aplicaria um golpe no valor de R$ 30 mil à loja Projecta. A prisão foi executada na manhã desta quarta-feira (29) na BR-230, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, quando o homem saía com os equipamentos em um veículo.
A organização criminosa usou documentos falsos e empresas 'fantasmas' para fraudar compras no valor de mais de R$ 30 mil. A operação foi realizada por equipes da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa e Núcleo de Repressão Qualificada de Cabedelo.
Os produtos adquiridos ilicitamente já estavam sendo transportados quando o frete foi interceptado por policiais civis, que os apreenderam. O responsável pelo transporte foi detido e conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos. As investigações irão continuar para identificar outros envolvidos na tentativa de prática do crime.
O delegado Luiz Eduardo explicou ao ClickPB que o homem foi liberado após prestar depoimento, pois ele demonstrou que foi apenas contratado para fazer o frete da mercadoria. Mas o homem seguirá sob investigação. "A versão dele é de que ele foi fazer um frete e que contrataram ele para retirar a mercadoria lá, mas que o acerto seria todo com a empresa que estava comprando na Projecta. Só que foi feito contato com a empresa verdadeira e ela disse que jamais comprou mercadoria na Projecta, que jamais autorizou ninguém a retirar mercadoria na Projecta. Então foi constatado que alguém usou o nome dessa empresa indevidamente para fazer a compra pelo televendas e que contratou o rapaz do frete para fazer a retirada da mercadoria. Em princípio, ele não foi preso em flagrante e o inquérito continua."
Ainda segundo informou o delegado ao ClickPB, "a mercadoria serie entregue na cidade de Campina Grande."


Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.