'E daí?', indaga Bolsonaro em resposta a comentário sobre indicação de amigo do filho à PF

Presidente respondeu à afirmação feita por uma mulher em rede social neste domingo. Ela disse que Alexandre Ramagem, provável novo diretor-geral da PF, é amigo dos filhos de Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro respondeu com "e daí?" a uma usuária que afirmou, em uma rede social neste domingo (26), que Alexandre Ramagem, provável novo diretor-geral da Polícia Federal, é amigo dos filhos de Bolsonaro.
A usuária escreveu: "Alexandre Ramagem é amigo dos filhos do presidente. Inclusive, foi indicado [para a Polícia Federal] por eles".
O presidente, então, respondeu a ela: "E daí? Antes de conhecer os meus filhos eu conheci o Ramagem. Por isso deve ser vetado? Devo escolher alguém amigo de quem?", indagou o presidente.
O comando da Polícia Federal foi o motivo do pedido de demissão do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, na última sexta-feira (24). Depois de um ano e quatro meses, Moro deixou a pasta e disse que o presidente Jair Bolsonaro tentava interferir politicamente na PF, órgão ligado ao Ministério da Justiça.
Na sexta-feira, Moro exibiu à TV Globo reprodução de conversa que teve com Bolsonaro, na qual o presidente sugere troca no comando da PF em razão de investigações que envolvem aliados do chefe do Executivo.
Neste domingo, em uma rede social, Bolsonaro disse que Moro "mentiu" sobre a ingerência política na Polícia Federal e disse não ter trocado nenhum superintendente do órgão.
Após Moro pedir demissão do Ministério da Justiça, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que a Polícia Federal mantenha, em seus postos, os delegados que investigam possível esquema ilícito de divulgação de fake news e financiamento de pautas antidemocráticas.

Nenhum comentário

Faça seu comentário

Tecnologia do Blogger.